sexta-feira, 4 de novembro de 2011

DIÁRIO DE BORDO - Que fique bem claro!!!

Detesto tudo que me dá trabalho!!!
Adoro fazer coisas com prazer,
que me dão prazer.
Ocupar meu tempo produzindo...
 construindo.
A sensação mínima de perder tempo, 
de disperdicio  de energia com qualquer coisa que não me acrescente é péssimo. 
Tudo que me faz acordar e despertar eu amo.
O meu combustível favorito é o PRAZER.
Qualquer coisa feita por prazer fica bacana e vale o investimento:
escrever,
tomar banho,
escolher os alimentos
ler um rico livro,
ouvir música,
cantar,
escovar os dentes,
pensar,
respirar, 
dormir,
acordar...
orar!!!
Chorar,
sorrir,
silenciar...
cuidar de alguém,
de mim,
de quem precisar...
se for com e por prazer
é bom!!!
Preciso da atividade física em tarefas do dia-a-dia, que desempenho super bem.
Otimizo, crio uma ordem que favorece em tempo livre, disponível para mim.
Sou um ser contemplativo.
Gosto de não ter o que fazer em âmbitos da vida cotidiana que me dão a sensação péssima de chover no molhado... exemplo:
- des-arrumar para depois "arrumar" para ter o que fazer.
Sou uma mantenedora da ordem quando organizo algo.
O que subverto são pensamentos e reflexões.
Me des-obrigo com facilidade e não é por irresponsabilidade mas por perda de interesse.
Deixo barcos abandonados mar a fora e com isso todos os bônus...
mas o ônus? 
Esses eu banco e gosto, porque funciono bem assim.
Fico muito cruel quando me sinto infeliz,
quando me percebo infeliz...
quando me surpreendo infeliz!!!
Odeio a preguiça existencial traduzida em conforto da des-ordem que não é minha.
E o discurso de que precisamos aceitar as pessoas como elas são?
Esse eu não banco, não!!!
O complicado é compartilhar (como sempre!).
A rotina que cada pessoa escolhe para si precisa ser assumida...
Prazerosamente, claro!!!
Por cada um...
descobrindo onde mora a sua felicidade,
alegria,
e  maneira de pensar e viver
a vida.
Há quem pense que não merece uma vida prazerosa
que pode sobre-viver a um "cem" número de dias sobrecarregado de tarefas sem importância feitas no piloto automático e sem nenhum prazer...
sem chance de acoplamento comigo!!!
Rodar feito cão correndo atrás do próprio rabo?
TÔ FORA...
Minha objetividade e compromisso com o prazer não permitem!!!
Sou forte e capaz de carregar o mundo nas costas, 
se eu escolher,
se eu me disponibilizar,
se for o meu prazer!!!
Que fique bem claro...
Pra quem considera que viver é "aturar" "tolerar"
meus mais profundos pêsames...
Porque eu sou
livre, leve e solta...

Fiquem bem e cuidem-se bem!!!

 Livia Leão







ORAR, ORAÇÃO, ORAÇÕES!!! ...

Todas as formas de oração são perfeitos apelos em nos alinharmos com o que queremos, com o que se sente, com o que buscamos dentro de nós...