segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

DIÁRIO DE BORDO - Fama e proveito!!! O contrário também pode ser...



Fiquei alguns dias sem escrever no meu querido blog, porque estava fazendo outras coisas, inclusive sentindo muita dor, claro!!!
Muitos assuntos desagradáveis, coisas complicadas acontecendo no Brasil e no mundo... graves mesmo.
Catástrofes, mortes cármicas de grandes grupos de pessoas em situações que me deixaram de certa forma em silêncio.
Mas andei tomando conhecimento de algo que me fez querer falar. 
Falar apenas para que façamos uma reflexão ou muitas delas por ser algo que tem bastante pano para mangas... sobre um artista brasileiro conhecido internacionalmente que está passando por um momento difícil de "despejo".
Bem, antes de ser "artista, famoso, celebridade, etc..." ele com certeza é um cidadão e tudo indica que como cidadão não cumpre com suas obrigações "d".
Como cidadão, pode sim perfeitamente passar por necessidades financeiras, crises que todo mundo com certeza passou, passa ou vai passar.
Principalmente quando não sabemos administrar nossas finanças, quando nos comportamos como perdulários e consideramos que o dinheiro não é uma ilusão.
Sendo ele um artista famoso faz-me pensar que tenha ganho bastante dinheiro durante sua longa carreira... sim porque eu estava criança e ele já cantava por aí!!!
A importância dele como artista, músico... "monstro"... não anistia suas dívidas... não o concede privilégios e muito menos o torna "simpático", sociável, agradável... essas coisinhas que facilitam a vida de todos nós.
Abrem-se portas, negociações, conceções até.
Mas em contra-partida quando se é antipático, des-respeitoso... o público, a vida... a natureza faz valer sempre a sua lei máxima e justa de causa e efeito.
Se a pessoa como celebridade não tem humildade de assumir suas "doenças", suas síndromes e vai se tratar uma bela hora a casa cai... é assim com todo mundo, com todos nós... e o fato de ser uma pessoa pública o torna muito mais vulnerável, o deixa muito mais exposto.
Não se pode dizer do outro lado... existe alguém que não nos diz respeito que é dono, proprietário... não importa se homem ou mulhere que tem o direito de fazer valer os seus direitos. 
Antes de tudo trata-se de um problema entre locatário e locador... o fanatísmo torna qualquer ser inteligente oligofrênico e é triste.
Quem do meio artístico se considera amigo, parceiro, enfim, essas coisas que dão acesso e que permite que se ajude de maneira discreta e rápida deveria ter feito isso, antes dessa coisa desagradável invadir os espaços que ficam enlouquecidos pela "fofoca", querendo ver o circo pegar fogo... vender jornal e revista com a des-graça alheia.
Um tremendo mal gosto mesmo.
Para falar mal da pessoa que está do outro lado?
Para considerar um e des-considerar o outro?
Bobeira da grossa...
Fico com vergonha porque diante de tantas coisas sérias, urgentes, realmente lamentáveis esse caso fica sem importância não para ele, mas para o Mundo.
Se a pessoa está precisando de ajuda e nenhum amigo também celebridade, artista famoso se candidatou em socorre-lo... existem planos no Governo Federal de auxílio moradia, bolsa familia, enfim... essas coisas que quem não tem dinheiro lança mão e todo mundo acha que é do balacobaco!!! Pensem bem?
Não é vergonha... precisar dos outros  é condição de todos nós humanos.
Crises são excelentes oportunidades para crescer, amadurecer, acordar!!!
Como diz o Chico... Buarque claro! "A DOR DA GENTE NÃO SAI NO JORNAL".
Se não vamos pagar a dívida por que vamos comprar a briga? Não é mesmo?

Solidaridade não é isso... esse comportamento infantil pega muito mal para pessoas que se consideram inteligente, que são formadores de opinião.
Embora se saiba que somos todos humanos, demasiadamente humanos. T O D O S...

Cuidem-se bem, fiquem bem!

Livia Leão


ORAR, ORAÇÃO, ORAÇÕES!!! ...

Todas as formas de oração são perfeitos apelos em nos alinharmos com o que queremos, com o que se sente, com o que buscamos dentro de nós...