SAUDAÇÃO

BEM VINDOS!!!
Esse espaço foi pensado para atrair pessoas de grande sensibilidade, inteligência e leveza... os assuntos aqui serão sempre de grande importância e que podem acrescentar. Verdadeiramente acrescentar.
Música, poesia, felicidade, relacionamentos possíveis. Os impossíveis também porque o platônico é bom. Na verdade todo sentimento é nosso, se o outro alcança e se faz merecer... aí fica melhor ainda!!! Com tanto que falemos do nosso sentimento, de como colocamos nossos sentimentos no mundo. De como conseguimos viver nossos relacionamentos dia após dia, numa linda construção de nós mesmos.
Livia Leão

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Diário de Bordo - Sobre o que acontece no momento de escrever!!!

Engraçado!!! Escrever é um ato que precisa ser praticado na hora em que o pensamento acontece, a inspiração é instantânea... vem de maneira rápida e quando não estamos com o lápis e o papel ou na frente do computador aquele pensamento/sentimento des-aparece; vai habitar um canto que nem sempre se pode acessar... de novo!!!
Ou até quem sabe um outro cérebro de um corpo esperto e vigilante. Trabalhado na função do ócio criativo ou dedicação e respeito ao que lhe vem sem esperar... 
Fiquem bem
Cuidem-se bem!!!
Livia Leão

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

DO QUE PRECISAMOS???



Precisamos de música, ...
 precisamos de água, de alegria, de combustíveis e recursos disponíveis, fáceis e práticos.
De respeitar as necessidades básicas de viver,
de caminhar em ressonância com o que queremos e acreditamos.
De nos alinharmos com o que nos acrescenta...
Deixar que as pessoas cuidem de si mesmas, 
de solidarizarmo-nos com aquilo que podemos de alguma maneira colaborar.
E em nossa vida pessoal e intima, ter à mão apenas o que nos favorece e beneficia...
os excessos cansam, frustram, destroem qualquer possibilidade de alegria e felicidade.
Porque nos exigem tempo demais, trabalho demais, pre-ocupações excessivas.
Não nos preenchem, não nos deixam em paz...
Tudo que nos desconforta é desnecessário.
Precisamos de silêncio e cuidados... de atenção, delicadezas, gentilezas e carinhos...
patrocinarmo-nos sentimentos e sensações que nos adormeçam com tranquilidade ainda que não saibamos se amanhã será mesmo outro dia... e será!!!
Será um novo dia... traduzido em zilhões de oportunidades de qualquer coisa que a gente vá fazer... de qualquer coisa que a gente vá fomentar, de qualquer coisa que a gente for colocar no mundo... pequeno, grande, não importa!!!
Precisamos semear boas energias, cultivar lindas sementes que germinarão em um plantio de enfeitar o Planeta e o nosso mundo pessoal... Porque aquilo que pensarmos é o que será...
Cuidem-se bem, fiquem bem!!! ...

Livia Leão


E aí, vai encarar???

Estou aqui pra declaradamente assumir que o trânsito que estou vivendo é dilacerante.
Tem cheiro de morte, de sangue, ...
doe aniquila... parece que um furacão passou, levou uma vida que eu estava acostumada, entediadamente, insignificantemente ...
acostumada!!!
Um sentido que procuro
que sempre quis dar novos horizontes
inventar novos caminhos
caminhar por outros passeios públicos e praças de diversos conteúdos.
A vida vem.
 Ela vem trazendo tudo que se quer na sua velocidade estonteante, ...
das mais diferentes formas
e se a gente não está atenta, não entende,
deixa passar...
As crises são todas nascidas das mudanças, das nossas transformações sem cuidado.
Eu quero mesmo que essa fase passe, mas passe não por passar, mas pra que entenda.
Se eu a entender vai ser progressivo.
Progredir é bom...
Caminhar em frente é maravilhoso...
Confiar nesse processo bendito crescimento e evolução sem perder o norte.
Acreditar que as nossas fases todas são encantadoras 
encantadas
recheadas de novidades
de novos horizontes
de cabelos e peles diferentes...
de pensamentos cansados
de universos encantados cheios de belezas de apreciar.
Posso dizer que crescer é doídamente maravilhoso... que o processo de estar caminhando em ritmo progressivo rumo a vida que se quer finalmente ter, desconsiderando qualquer coisa que nos aprisione é bom demais.
Mesmo ainda com receios e gatilhos pra serem desativados em mim comigo, estou adorando a aventura de ser eu mesma, de confiar em mim, de acreditar que posso e de estar indo... mas indo mesmo, em direção ao que acredito.
Sentir dor não é sofrer...
A dor é transformadora.
E a gente tem a sensação de que não somos mais, mesmo, a mesma pessoa.
Fomos substituídas internamente por um dispositivo que nos adormece pra coisas e acorda pra outras, ... e nesse despertar se não nos colocamos ficamos considerando que estamos surtadas.
Lindamente surtadas e acordadas para um existir muito mais completo e ainda mais contundente naquilo que aprendemos enquanto chegávamos aqui.
Aqui ... e aqui é só o que há!!!
Fiquem bem, fique bem...


Livia Leão

PARA VIVER UM GRANDE AMOR...

Estou aqui pra dizer a você que aqui estou...
Estou aqui pra dar continuidade ao nosso crescimento juntos...
que fazem intervalos pequenos diante da eternidade...
É quando sorrio de verdade
é quando me acomodo com segurança e me aconchego sem medo.
Conheço um pouco dos seus limites, a profundidade das suas lindas qualidades, generosidade, parceria e delicadeza que admiro e preciso em um relacionamento.
Assim como antes, em tempos que conseguimos separar,
Onde se pode conjugar passado, presente e futuro
Onde se pode prever que há o que "rolar" ...
Sabemos de amizades, sabemos de conforto e de confiança.
A vontade, ficamos sem nenhum desconforto que maculam os encontros e a nossa vontade é superior aos riscos que corremos sem nenhum temor (???) ...
Tudo que poderia causar desconforto e separação será retirado e excluído elegantemente porque merecemos...
E tão grande amor que pode ser do outro
mas que é meu...
Não apenas meu, mas inventado por mim
nascido de mim,
em mim...
E queremos reciprocidade
Precisamos de retorno e todos os contornos que indicam que estamos vivendo algo com alguém... que nãos estamos sendo vítimas de um devaneio nosso, onde tudo acontece somente em nós...
Hummm... isso me dá uma certa sensação comum de solidão!!!
Mas vale o risco ainda que seja apenas pra escrever...
Fiquem bem, cuidem-se bem!!!

Livia Leão


Pensando melhor


E é quando estamos em tempo e com tempo pra nos colocar que nos escondemos. 
Nos escondemos em desculpas de falta de grandes inspirações e coragens necessárias para nos dedicarmos ao que nos diz respeito.
Saímos da nossa toca e nos mostramos mais timidamente... e toda aquela nossa empolgação, entusiasmo vira acomodação.
Deixar pra depois!!! É isso?
Mas haveremos de nos levantar e dizer e fazer sem medos e carregados de alegrias ou tristezas que nos conduzem o tempo todo durante o tempo que temos pra viver.
E aí, tudo que a gente quer é pensar no que está passeando pela nossa mente... inquieta mente, sujeita a chuvas e trovoadas...
Alegrias passageiras e tristezas acometidas!!!
 Empoderados sentimentos e sensações que passam e nos deixam sem explicação.
E ficamos nós querendo recompô-las, pensamos, pensamos e pensamos sobre a mesma coisa dezenas de vezes em tentativas vãs de resgate... Passou!!!
E passado é passado... mesmo!!!
Aqui e agora é tudo novo, de novo!!!
Ainda que assim a gente pense e queira que seja como antigamente, não dá!!!
Posso aqui, da noite silenciosa, ... da minha escrivaninha e notbook transportar e transcrever os meus pensamentos e sentimentos diversos, mas nada de trazer de volta, de viver como se assim pudesse conquistar o momento, congelar em memórias que nem sempre nos conduzem a prazer e alegria...
E é do sofrer que nos alimentamos, de maneira sádica, masoquistamente...
E se tudo não passou de uma viagem?
E se a imaginação é que faz ou fez isso ou aquilo ser como penso, sinto e cuido pra que se torne?
E ainda há quem se ocupe em pensar em realidade absoluta!!!
E a realidade passando em frente aos nossos sentidos, querendo manifestar-se, modificar-se em oportunidades que não param de acontecer...
E a gente volta e se repete... e a gente se se repete, e repete sem parar as coisas ainda que banais, ainda que fatais, ainda que mortais... e deixamos de ver o que pode acontecer...
Fiquem bem, cuidem-se bem

Livia Leão

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

De 1957 a 2016 - ufaaa!!!

Começo a escrever sem fazer qualquer ideia do que irá surgir.
Hoje estou especialmente vazia, ah! Já sei ... está chegando o final do ano, estamos vivendo os últimos dias deste que foi um ano de muitas mudanças físicas, de mudanças internas profundas, de concretização de projetos inundados de dúvidas e falta de consistência, mas que habitavam meu mundo mental alimentado diariamente por condições torturantes de falta de sentido e motivação pela minha própria vida...
Passando, passado, passou...
E eis que a minha vida ganhou sentido, o meu corpo correspondeu a todas as minhas expectativas e investimentos de décadas de construção de mim mesma.
 Tudo simples demais, porque eu estava aqui, prontinha pra viver, ... mas andei passeando demais por outras pessoas, em modelos e exemplos que não me serviam,... não se pode corromper a natureza, ela sempre dá um jeito de se manifestar e sobressai heroicamente.
Gosto disso, porque a gente não nasce em um lugar favorável ao comodismo, precisamos dar conta de ser o que somos, ou de inventar alguma coisa pra sobreviver.
Esse adiamento que causa postergação na manifestação do que podemos e viemos de uma forma muito mística fazer por aqui pra acrescentar no mundo e o mundo.
Sim, porque o acaso não existe mesmo, ... não podemos acreditar que somos pensados de maneira errada, a gente vai é desrespeitando a nossa natureza, corrompendo nosso projeto de vida, nosso processo de crescimento com ilusões e sonhos de quem nos atropela e não nos estima.
Numa desculpa feia de que são aprendizados necessários, ... de jeito nenhum!!!
Eles são armadilhas perigosas e desvirtuadoras do nosso tempo e da nossa linda passagem.
E assim vamos perdendo tempo, jogando a nossa existência fora, ... quando conseguimos abrir os olhos para essas coisas todas que somamos e atribuimos como sendo nossa saga e nosso legado ...
Mas enfim, essa contagem que nos concede mais tempo e nos toma tempo de vida e de ter qualquer chance de fazer tudo que queremos com a consistência que exigimos de uma maturidade forjada pelo sofrimento que embota nosso crescimento e aprendizado, que nos minimaliza e reduz a qualquer invento monitorado por energias que nada têm de bom, justo e generoso!!!
Protesto mesmo hoje porque sei que se escrevemos uma vida leve, um tempo cheio de graça e encantamento podemos nos encontrar com muito mais rapidez em realizações que nos conduzem a alegria, felicidade e contentamento!!!
Enriquecemos o nosso passar desfilando muito mais bonita e corajosa e porque não dizer poderosa!!!
Porque acredito que estamos aqui para isso, somos mesmo e de verdade é feitos para sermos o que quisermos e o melhor é o que queremos ser sem medo de errar...

Fiquem bem, cuidem-se bem...
 Livia
Leão

terça-feira, 27 de setembro de 2016

PARA O MEU AMOR QUE É QUERIDO ...

E eis que a vida nos devolve coisas, memórias, pessoas ... 
E eis que o velho se tornou novo e nos confundiu!!!
Mas eis também que nós ficamos assim não intimidados, mas cheios de dedos, cautelas, cuidados ...
Bom comportamento e falas sinceras que nos traduzem e nos colocam em posições que dão alegria, que nos concede intimidade que velada, pode ser que seja declarada.
O amor , ... o amor e o amor...
que se repete, que volta, que vai e vem, ... 
retornando em novidades iguais em amadurecimentos!!!
Amadurecimentos que nos envaidece, que causa imensa curiosidade, que dá vontade de abraçar o corpo, a estória e o caminho percorrido sem programar, sem planejar...
Não foi o tempo quem voltou, não fomos nós que retornamos, foram duas pessoas diferentes em iguais movimentos e buscas inquietantes de se espelhar...
Liberdade
Curiosidade
Necessidade
de se encontrar...
Somos almas iguais
e não gêmeas!!!
Somos macho e somos fêmea!!!
Em delicadezas emocionais
Em possibilidades cativantes em construir qualquer coisa que nos ofereça tempo proximidade
quem sabe até ...
intimidade!!!
Podemos renovar nossos votos,
podemos ...
Mas não sabemos se sabemos.
Não sabemos se podemos,
Mas sabemos que não dá
pra fugir,
pra fingir,
pra abstrair.
Vamos ficar perto
Vamos nos posicionar como sabemos que funcionamos bem, ...
Vamos morar assim sempre
um no outro confortavelmente.
As dores, os encontros, todos os aspectos que já conhecemos
que se modificam hora, tempo, espaço...
sem nos distanciar.
Feito um amor verdadeiro, sabe como?
Como um ir e vir de quem não sabe se perder...
De quem não consegue se achar.
Quero o amor que me cabe nessa vida...
Quero amar o que me sobra pra viver.
Quero me identificar e quero identifica-lo
Quero cobri-lo de cuidados e carinhos guardados em tempos que pareciam não acabar e chegar.
Chegar a hora de nos encontrar.
 a hora de nos entregar...
 a hora de 
qualquer coisa
e uma única entre muitas que podemos inventar.
Beijo e brindo a proximidade
Brindo a chegada do velho novo amor...
Do velho novo encontro
do velho e novo pousar
sem pensar em pausar
o que começou...

Livia Leão