segunda-feira, 25 de outubro de 2010

DIÁRIO DE BORDO - Todo sentimento... !!!


Quando questionamos a violência, a fome, a miséria, mentiras eleitoreiras, verdades perigosas criadas para manipular; as diferenças sociais, a falta de oportunidade; estamos pondo em risco a existência de deus como foi conceituado. 
"Não cai uma folha sem que ele permita" ... (?)
Confiar seguramente; dizer seguramente que usamos nosso livre arbítrio e que também somos, como dizia Cazuza "...Cobaias de deus..." que somos livres e ao mesmo tempo parte de um "quebra-cabeça"... Dar conta de tudo que acontece em âmbitos inimagináveis e ainda ser humano com um sem número de tarefas repetitivas e enfadonhas de ser geradora, aprisionada a zilhões de "necessidades" faz de nós pessoas doentes, tristes, deprimidas, oprimidas, drogadas, cansadas, aprisionadas, causadoras de efeitos difíceis de assumir que somos nós mesmos quem atraímos.
Daí a necessidade de um deus que põe a mão em nós e tira a mão de nós...
Existe no Universo microcósmico e macrocósmico e em cada um nós uma força que é superior, uma energia  propulsora que nos coloca de pé mesmo quando passamos pelas mais difíceis experiências de dor e sofrimento, de todas as falências substanciais, que distancia de nós oportunidade de crescimento e maturidade.
Que nos faz posseiros de coisas e pessoas inabilmente.
Angustiados administradores de um sem número de objetos perecíveis e passíveis do "perdeu, perdeu" usado pelos "assaltantes" e tomados também de assalto pela impermanência, transitoriedade e sansara (roda das existências), que é a Vida e consequentemente a morte e o nascimento.
O conhecimento é a luz e a treva.
Nos dá alegria e uma enorme responsabilidade. Sim, porque a erudição sem a prática e só um lixo acumulado em um espaço consciencial, que usamos verborragicamente por vaidade...
mas que de maneira elegante carregamos para outras existências.
Ser humano é tarefa árdua.
Ser integral é pretensão que chega... e dá trabalho.
Que desafia... tira o sono... desaloja... faz tudo ruir...
Como a reforma de um apartamento...
Pode ser em um tempo previsto, objetivado, projetado por nós... mas pode ser para o ano que vem?!
ou para outra existência ...
Queremos tudo agora, enquanto estamos o nome que nos deram quando aqui chegamos!
Que fique bem claro!!!
No final vale a pena.
O resultado é um espaço lindo, higiênico e possívelmente merecido para morar.
Olhamos para o céu, rogando forças para dar conta de tudo que trazemos para nós impulsivamente, ambiciosamente, angustiosamente.
Difícil! Difícil ver um rosto pleno, tranquilo, em paz! ... 
Um Homem andar sem sobrecarga no trapézio; sem dores analgesiadas por qualquer droga.
Que deus nos acuda!!!
E que exista para dar conta do jardim de infância que é o Universo... conhecido, possível de ver com os olhos da "carne".
Fiquem bem e cuide-se bem!!!

Livia Leão






"FREQUENTEMENTE SOU COMPREENDIDO POR QUEM NÃO ME CONHECE E INCOMPREENDIDO POR QUEM ME CONHECE "


Artur da Távola

sábado, 23 de outubro de 2010

DIÁRIO DE BORDO - Astrologia... uma revelação apaixonante!!!




"... O AMOR NÃO É APENAS UMA TROCA DE NECESSIDADES.
ESTA É A SUA FORMA ILUSÓRIA. 
ELE É UM SENTIMENTO AQUÉM E ALÉM DA NECESSIDADE DE SENTI-LO. ... DURANTE A VIGÊNCIA DE UM SENTIMENTO, SABER SE É AMOR OU CLAMOR DE ALGUMA NECESSIDADE É OUTRO ENIGMA DE DIFÍCIL ELUCIDAÇÃO. 
A DIFERENÇA PORÉM É SUTÍL MAS PERCEPTÍVEL 
NÃO SE SABE QUANDO É NECESSIDADE, PORÉM QUANDO É AMOR, SABE-SE SEMPRE. 
O AMOR PRÉ-EXISTE, PÓST-EXISTE, SUB-EXISTE E SOBRE-EXISTE A TODAS AS PROVAS QUE COM ELE FAZEMOS.
RESISTE ATÉ À NOSSA INCAPACIDADE DE ALIMENTÁ-LO COM CARINHO E ATENÇÃO - SEUS ALIMENTOS..."

Artur da Távola


"... O amor é para o leonino um fato pessoal que não depende do outro para despertá-lo. Ele já nasce autodespertado para o fato, o outro é somente o complemento natural como o segundo "partner" é necessário para a dança... o amor é talvez o mais importante foco de energia de auto-estima, como também o mais possante dinamizador da vida, daí a sua analogia com o signo de leão..."
Extraído do livro da brasileira astróloga maravilhosa MARIA EUGÊNIA DE CASTRO "O Livro dos Signos"...

Caminho facilitador do autoconhecimento, das lindas descobertas de nossas infinitas possibilidades, que desvenda coisas maravilhosas a cada vez que nos disponibilisamos para fazer acordos com a VIDA; quando nos destinamos a viajar pelo Universo encantadoramente misterioso, que somos nós mesmos.
A partir daqui nos apaixonamos perdidamente por nós e tudo que nos diz respeito. Aprendendo a nos colocar no mundo, reconhecendo nosso espaço, nosso compromisso, nossas escolhas, nosso caminho de evolução... sabendo com isso também que podemos tudo mudar, que podemos tudo positivar, que podemos tudo transformar.
Caminho difícil, cheio de desafios e dor que pode ser transmutado em apreendizado e crescimento.
Sem sombra de dúvidas podemos nos enriquecer de nós mesmos e criarmos uma nova maneira de existir sem nos incomodar com qualquer coisa que não tenha verdadeiramente importância e sentido.
Adoro e recomendo...
fiquem e cuidem-se bem!!!

Livia Leão

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

DIÁRIO DE BORDO - Aqui, agora e sempre...





De todas as criações do Homem, a mais complicada de se lidar é "DEUS". 
Nem mesmo eles (nós) sabem o que fazer com algo criado para nos tornar reféns, para nos oprimir, para nos tirar responsabilidades e consequentemente liberdade. Mesmo quando somos pensantes e conscientes, fazemos parte do inconsciente coletivo que está em nossa memória ancestral, em nosso dna, impregnado em tudo e torna-se verdade porque ganha do cérebro pelo cansaço, pela estatística, pelas energias que passeiam preguiçosamente...
e medo, muito medo...
O piloto automático nos faz viver em perigo, sem rota... perdemos o mapa de nossas existências e apagamos os caminhos que nos levam a reflexão e à compreensão de todas as dimensões de existir.
Acreditar, confiar e ter fé são sentimentos difíceis de praticar... 
nos sentirmos seguros sem lançarmos mão de muletas, apegos, é complicadérrimo!!!
Precisamos de um deus ou de deuses mitológicos, arquetípicos... que se existissem ou existem devem estar exaustos de tanta gente que coloca em seus colos toda responsabilidade... toda causa e efeito...
Nós é que somos poderosos possuidores de cérebros inativos, de zonas mortas ou atrofiadas por não serem usadas dentro de uma caixa craniana cuidadosamente evoluida pelo tempo e todos os "big bang's".
Conceber deus, pensar deus... ser deus com toda poder de escolha , decisão e cognição, com o nosso intelecto, com a nossa capacidade infinita de criar dá sempre uma sensação horrível de estar profanando algo que sequer sabemos o que é...
Os cientistas precisam com urgência nos livrar e nos salvar deste inferno ruidoso, silencioso e permissivo que é o medo da VIDA... de todas as vidas(existências) e mortes precisas, necessárias para sermos seres humanos, Homens descidos da árvore, verticalisados... pensantes, lindos, evoluidos, livres, divinos, criadores e creadores... cosmicamente possíveis, sem medo nenhum do compromisso com a eternidade e tudo que pensamos e podemos ser...
Humanamente angustiados, divinamente livres para ser o que quisermos... porque a jornada nunca acaba.
Simples e complicado... porque é preciso assumir.
Não crer em deus é desafiador, acreditar nele é mais ainda.
Provar a existência dele ou negar é necessário coragem, porque significa romper barreiras jamais imaginadas!!!
O que legitima qualquer coisa visível ou invisível é o nosso cérebro, o nosso olhar.
Através dos sentidos e das glândulas que produzem hormônios, neurotransmissores, endorfinas, substâncias enfim que nos patrocinam interesses e abertura consciêncial, acesso a  todas as dimensões alcançando assim a nós mesmos.
Coragem, força, fé, determinação, confiança, segurança, sabedoria, silêncio, quietude, dor, encontro com todos os nossos instantes de viver e morrer sem precisar justificar!!!
Em nenhum tempo e espaço... com corpo biológico ou em energia unissona... simultâneamente, impermanentemente... o tempo todo e todo o tempo.
Fiquem bem,
cuidem-se bem...

Livia Leão




segunda-feira, 11 de outubro de 2010

DIÁRIO DE BORDO - Nem pense que é fácil!




A irritabilidade que dá quando se toma corticoide não é maior do que quando se deixa de tomar... juntando com o climatério?! é a treva!!!
Paciência, determinação, distanciamento... enfim, são muitos os sentimentos e atitudes que se precisa para não sucumbir.
ahahahahahaha!!!
Tudo fica praticamente impossível... mas não é na realidade.
Porque é necessário nos comportarmos de maneira tranquila para não nos comprometermos com os outros e também não criarmos animosidades desnecessárias.
Bom mesmo é o deserto... e nada é contra alguém ou mesmo ninguém..
AHAHAHAHAHAH!!!
Simples, isolamento para evitar acontecimentos desagradáveis e fazer inimigos gratuitos!
A única coisa que eu sei é que não quero absolutamente nada e descubro a cada momento que o que melhor que posso fazer é declarar em alto e bom tom isso; para que não me cogitem, para que não me acionem, para que não pensem que estou sendo "menina maluquinha".
A verdade é que seria simples dizer coisas bonitas e cheias de heroismos, mas não está dando pelo menos por enquanto.

Já passei por um momento difícil como esse quando deixei de tomar coiticoide da penúltima crise que tive, mas não foi sequer parecido, porque eu não estava vivendo junto com tudo o bendito climatério.
E climatério é aquele momento maravilhoso quando se deixa de menstruar ou seja quando se passou pela menopausa e fica de herança todos os sintomas antipáticos da falência hormonal.
Bem, como tudo na vida, tem um lado bom... e um ruim. 
O ruim é que quando pensamos que nos conhecemos tudo se transforma numa grande zona... ando pela rua e só consigo ver pessoas des-animadas ou seja sem ânimo... pessoas de idade assim, como eu... de aspecto estranho e com os rostos cheios de uma carga pesada e sem vida alguma.
Muita gente velha, pessoas sem paciência, fisionomias fechadas e infelizes.
Carregando o mundo inteira nas costas, desnecessariamente, claro!!!
Nunca fui uma pessoa de humor estável... acho que se existisse um diagnóstico de "tripolar" eu seria uma (brincaderinha!!!)
ahahahahahahahahah!!!.
Mas esse olhar difícil para o mundo e o prognóstico cinza são realmente algo que me deixa sem graça.
De repente faz sentido o uso de coisas que podem alterar o nosso comportamento e tornar qualquer coisa mais interessante.
Tenho um humor que é bom, mas carregado de uma crueldade escorpionina (que horror!)... mas é verdade não posso mentir porque mentir é feio... faz com que veja tudo e o todo com esse olhar que varia de acordo com o sol, com a lua, com todos os planetas enfim...
Resumindo... é preciso muita paciência!!!
Faço muitos exercícios mentais, ouço música feliz, leio livros que versam sobre assuntos que engrandecem e favorecem o olhar e a compreensão das coisas e dos zilhões de universos que transitam pela rua, visíveis e invisíveis e aí... me reconheço e adoro.
Isso vale também para o meu mundo pessoal, interior, claro!!!
Somos mesmo sem dúvida alguma o reflexo vibracional do nosso eu interior e superior.
Conseguimos alcançar lindos "insights" quando nos alinhamos com as mais perfeitas energias existentes no Universo.
Podemos viver qualquer coisa em níveis que transformam qualquer tragédia, qualquer incompreensão das coisas que podemos experienciar por sermos humanos e ao mesmo tempo belíssimas energias cheias de luz e todo sentimento rico e poderoso que há em todas as dimensões.

Gosto disso...
mais ainda de poder falar da loucura que é sermos quem somos e como somos sem medo de um surto repentino descomprometedor.
Quando pensamos que estamos falando de assuntos diferentes sabemos que não é bem assim... tudo tem uma ligação, passa pelas mais improváveis dimensões e possibilidades... a intuição e a energia mercuriana e uraniana nos patrocina esse conforto de sabermos que o sentido está no olhar, no alcance, na confiança e na segurança que se tem manifestada no mundo.
O nosso cérebro que faz todas as pontes em tempos e dimensões inimagináveis dá conta do visível e do invisível aos olhos da gente.
Que rege glândulas e sistemas nervosos... que faz substituições, que produz neurotransmissores e substâncias que nos patrocinam conforto, alento, entendimento, sentimentalidade enfim, capaz de nos justificar e justificar tudo que podemos experiênciar... MEDITAR!!!
Amo isso tudo...
fiquem bem e cuidem-se bem!!!

Livia Leão




DIÁRIO DE BORDO - Sentido da vida...



O anjo da morte precisa ser melhor compreendido e de maneira consciênte aceito sem dramas e medos nascidos de uma "vida" recheada de frustrações e não entendimento.
Passamos muito tempo enquanto temos um corpo biológico para cuidar ocupados com coisas que não têm importância, fazendo coisas que não dão prazer, sempre pré-ocupados com compromissos assumidos no piloto automático, repetindo padrão, enfim... UFA!!! transformando e transtornando nossa oportunidade por não saber a real necessidade e escolha de estar aqui.
Nos momentos em que nos encontramos encurralados pelas nossas escolhas e inabilidades ficamos com carinha de paisagem atribuindo a quem não tem a menor participação no processo.
Essa rede intrigante que fabricamos ao nosso redor e que chega o momento em que nos sentimentos presos, amarrados e sufocados é construída por nós mesmos sem nenhuma dúvida e cabe a nós descobrir como fazer o caminho inverso para dar outro rumo à nossa existência.
Pessoas que como uma resina nociva impregnam em nosso corpo sutil, que passeiam pela nossa lembrança como se estivesse no calçadão de ipanema.
Permitimos que joguem lixos em nossa orla e covardemente, preguiçosamente ficamos olhando como se nada pudessemos fazer!
Imagina só...!!!
Quem além de nós mesmos pode dar jeito em tudo em nossa existência?
Fazer valer o livre arbitrio com consciência, assumir responsabilidade honesta e sinceramente por tudo que faz parte momentâneamente do nosso tempo e filtrar, selecionar, criterizar com imparcialidade, percebendo o que vai acontecendo dentro de nós mesmos com carinho... todo carinho que merecemos.
A morte funciona bem nestes momentos, pra mim pelo menos, porque mesmo que não se possa eliminar lembranças e sentimentos nascidos de qualquer coisa que se vai vivendo, colocamos em um espaço que não merece acesso, que não tem utilidade e validade.
Todos os dias quando acordamos temos a chance de fazer diferente, de nos colocarmos em primeiro lugar e olhar para nossa existência com muita gratidão e reconhecendo a riqueza que é... sermos quem somos e como somos.
Mesmo que o medo venha, temos que nos permitir...
deixar morrer o velho, o inútil...
dando lugar para o desconhecido de infinitas possibilidades!!!
Que tal boa idéia?
Estejamos atentos...
Fiquem bem
Cuidem-se bem


Livia Leão




ORAR, ORAÇÃO, ORAÇÕES!!! ...

Todas as formas de oração são perfeitos apelos em nos alinharmos com o que queremos, com o que se sente, com o que buscamos dentro de nós...