Pular para o conteúdo principal

DIÁRIO DE BORDO - Suruba afetiva!!!

 Desde sempre que não faço confusão com os meus afetos e que de alguma maneira sei como as coisas e pessoas me afetam e passeiam dentro de mim. De vez em quando me perco nas negociações mas dentro de mim sei perfeitamente quem é quem contra gripe...
e tenho verdadeiro desespero quando me reconheço dentro de uma
confusão qualquer causada por enganos dos outros e desejos manifestados para que eu corresponda... lamento informar mas vou ficar devendo!!! Porque eu caminho mesmo é segundo meus mais verdadeiros desejos de ser bacana comigo, sem querer ferir ninguém. E também dou minha adesão aos outros quando não podem ou não conseguem alcançar as minhas necessidades seja lá do que for... claro que tem um lado infantil em qualquer idade que de repente bate pezinho, mas fico no meu cantinho e daqui a uns tempos, que não precisa ser contabilisado, passa e aí a vida segue em frente... linda e maravilhosa. Seria para mim pelo menos, impossível dar conta de tantas pessoas cheias de carências e transferências sem fim.
Não, eu não me basto, claro que não!!! Sou mesmo é mais uma em zilhões que tem preguiça afetiva, que investe pouco nos relacionamentos ou pelo menos não como nos padrões sociais, comuns e ditos "normais"... sabe aqueles da burocracia, do cansaço, dos presentes ausentes...? Faço questão não... a minha lista é enorme em oração. Pessoas que transitaram em minha existência têm sempre um lugar no meu pensamento, na minha lembrança nem um pouco saudosista, mas ali, garantindo todos os bons pensamentos e energias de tudo que há de bom.  De vez em quando penso coisas feias, sim claro!!! Mas dou um jeitinho de anistiar seja quem for e o que for para desobstruir meu caminho que preciso que seja livre, leve e solto.

"SER FELIZ É TUDO QUE SE QUER..." (...)
 
e por aí vai!!! 
Simples para caramba... a vida segue em frente e precisamos estar atentos para não parar e criar circunstâncias des-agradáveis e atrair qualquer coisa que não esteja em nossos mais profundos desejos de viver bem, de ser um ser humano do balacubaco... de dar conta das coisas que vão surgindo e vamos selecionando de maneira a inclui-las em nossa existência preciosa.


Livia Leão






Comentários

  1. Menina tu e mesmo do balaco-baco,benza Deus queria ter pelo menos um tantinho de tua capacidade repiratoria pra escrever tanta coisa linda,e ainda ter folego pra mais e mais...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

PARA VIVER UM GRANDE AMOR...

Estou aqui pra dizer a você que aqui estou... Estou aqui pra dar continuidade ao nosso crescimento juntos... que fazem intervalos pequenos diante da eternidade... É quando sorrio de verdade é quando me acomodo com segurança e me aconchego sem medo. Conheço um pouco dos seus limites, a profundidade das suas lindas qualidades, generosidade, parceria e delicadeza que admiro e preciso em um relacionamento. Assim como antes, em tempos que conseguimos separar, Onde se pode conjugar passado, presente e futuro Onde se pode prever que há o que "rolar" ... Sabemos de amizades, sabemos de conforto e de confiança. A vontade, ficamos sem nenhum desconforto que maculam os encontros e a nossa vontade é superior aos riscos que corremos sem nenhum temor (???) ... Tudo que poderia causar desconforto e separação será retirado e excluído elegantemente porque merecemos...
E tão grande amor que pode ser do outro
mas que é meu...
Não apenas meu, mas inventado por mim
nascido de mim,
em mim...
E q…

Sobre todas as coisas e nenhuma delas em especial!!! ...

Falando assim como quem tem uma certeza absoluta o mundo é muito rico em tudo que a gente pode imaginar. Podemos dele desfrutar como quisermos.  Se temos um mínimo de sabedoria, se conseguimos saber o mínimo de nós mesmos nos sairemos bem diante da vida que vamos escolhendo momento a momento. Tenho medos como qualquer criatura humana que habita o planeta, mas ao longo dos meus dias traduzidos em 59anos fui ganhando um certo jeito de pensa-la; de driblar as minhas fragilidades, de encontrar forças em mim mesma, de não apenas saber quem eu sou agora, mas também de quem quero ir me tornando enquanto passeio por aqui. Lido simplesmente muito mal com a morte, não a minha, mas a das pessoas... e isso se estende não apenas às que penso conhecer, mas a todas as pessoas que sei que morreram, que os seus corpos estão sendo enterrados ou cremados, que enquanto isso acontece no plano físico/material, outras muitas pessoas especulam, inferem,  sobre a vida após o fim ... o encerramento da vida co…

DO QUE PRECISAMOS???

Precisamos de música, ...  precisamos de água, de alegria, de combustíveis e recursos disponíveis, fáceis e práticos. De respeitar as necessidades básicas de viver, de caminhar em ressonância com o que queremos e acreditamos. De nos alinharmos com o que nos acrescenta... Deixar que as pessoas cuidem de si mesmas,  de solidarizarmo-nos com aquilo que podemos de alguma maneira colaborar. E em nossa vida pessoal e intima, ter à mão apenas o que nos favorece e beneficia... os excessos cansam, frustram, destroem qualquer possibilidade de alegria e felicidade. Porque nos exigem tempo demais, trabalho demais, pre-ocupações excessivas. Não nos preenchem, não nos deixam em paz... Tudo que nos desconforta é desnecessário. Precisamos de silêncio e cuidados... de atenção, delicadezas, gentilezas e carinhos... patrocinarmo-nos sentimentos e sensações que nos adormeçam com tranquilidade ainda que não saibamos se amanhã será mesmo outro dia... e será!!! Será um novo dia... traduzido em zilhões de o…