quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Falando em mim - Inventando moda!!!




Sempre que me pego escrevendo penso que os meus dedos guiarão meus pensamentos e minha inspiração em direção aos meus sentimentos mais verdadeiros e a minha mais sincera honestidade íntima de conhecer o meu funcionamento, a minha estória, as minhas histórias e de pelo menos quase nunca misturar uma coisa com a outra.
Confio no meu taco e no meu mapa com planetas em fogo e terra que não me deixam devaniar, que não me concedem uma vida recheada de mentiras... fantasias sim... imaginação sim, mas nunca armadilhas que me conduzem a contos de fadas cheios de falhas humanas, traídas pela pouca memória e carente demais para racioncinar!!! ...
Hoje, o meu estado hormonal, as minhas experiências (poucas ainda) me dão argumentos bons ou bons argumentos.
 Além de tudo ainda que não tenha feito doutorado em antropologia, sociologia, psicologia, sou dona da minha verdade porque sou inteligente o suficiente... não sou acadêmica e nem mesmo seria, porque se quizesse seria, claro!!! ...
Os diplomas não me fazem falta...
Os que tenho são suficiente!!!
O meu melhor mesmo é o da vida... esse que não me deixa cair nas mais bestiais ou nos mais bestiais dos contos, dos interesseiros, dos fazedores de cabeça, das pessoas intencionadas sabe-se lá em quê?!!!
Com olhos e ouvidos de uma buda; bem abertos e atentos, sabendo o que quer e como quer, faz-se caminhos melhores para se chegar onde se quer.
Conhece-se o tom de voz da mentira e da enganação... do blefe, do jogo perigoso.
O retardo do retorno!!! ...
E o retorno em hora errada...
É do humano... tudo bem!!!
Não finjo afeto, não interpreto sentimentos... 
não simulo prazer e não falo o que não sai do meu mais profundo ser...
O meu silêncio é o pior de todos...
e se chega ao des-interesse... danou-se!!!
Pode ainda ser que a vida me surpreenda fazendo jogos de sedução, mas eu tenho um acordo com ela de sinceridade e verdade.
Não me comprometo com pessoas, me comprometo com a vida, com as coisas que acredito, com circunstâncias momentâneas.
Porque amo a liberdade apenas? Não... porque amo a vida, entender a impermanência, acredito no movimento de tudo e não faço pactos com a eternidade.
Se não consigo conquistar pessoas por ser assim, se não as mantenho na minha existência por essa razão... tenha santa paciência!!! ... Tudo é uma questão de alcance.
Quem precisa desse arsenal de comprometimentos, quem precisa de quantidades enorme e volumosas de sócios e "parceiros" perpetuados faça bom proveito!!!
É claro que não somos sós, que somos precisados uns dos outros... mas essa crueldade, esse cárcere ninguém merece... uma cobrança indevida.
Os amores que horrores!!!
Transformados em espaços cativeiros... para onde se tem de voltar ou sequer pode sair? Nem pensar...
Eu adoro o meu livre pensar e uso mesmo pessoas como referência para refletir sobre as minhas impressões do Homem, das pessoas, dos seres humanos, dos machos e das fêmeas... dos homens e das mulheres!!!
Não julgo ninguém, apenas penso sobre elas, peso sobre elas e coloco o meu olhar antropológico, sociológico... e a maioria das vêzes não gosto do que vejo...
Como terapeuta corporal ouço muito e vejo muito impresso no corpo de pessoas verdades inconfessáveis... tenho o dom e estudo e pesquiso sobre isso porque me diz respeito, porque é interessante e ao mesmo tempo decepcionante a conclusão.
As minhas neuroses? ...
As conheço e assumo...
Meu nível de loucura, ídem!!!
Coloco-os de maneira saudável no mundo.
E do meu suicidio cuido eu!!! ...
Sim, porque nós seres humanos fazemos isso minuto a minuto... cometendo contra nós as mais crueis doses de morte matada quando pensamos que podemos nos relacionar com o outro ou com os outros!!!
Que há troca principalmente justa então!!!... Ui... nem pensar!!!
Quando somos premiadas com uma migalha de "afeto", quando consideramos estar sendo querida, desejada por alguém costumamos nos atirar mesmo sem saber nadar muito menos mergulhar!!! ...
E aí, morre-se quase sempre e todo dia!!!
Mas o mundo?
O mundo precisa de mentiras sinceras...
Ninguém sobrevive a verdade...
Nem as nossas próprias e também a dos outros!!!
Inventamos um sentimento capenga onde abre-se mão de si mesmo, onde o sacrifício é o grande sustentáculo... inventamos riquezas, pobrezas, necessidades e dívidas impagáveis que nunca nos liberta, anistia e jamais pode ser quitada.
Classificar tudo isso, ordenar tudo isso é impossível para quem faz uma vida carregando valores que não são legitimamente seus, que fazem parte de uma sociedade hipócrita que eu não pertenço e que não bato palma!!!
O caminho que escolhi foi o da simplicidade e do minimalismo.
O caminho que escolhi e escolho todos os dias é o da vida com leveza... o de ser leve!!! ...
E quando me percebo sendo avassalada por "forças" externas e alheias as minhas fico um bicho feroz!!! ...
Preciso me recolher e me recompor... os meus monstros são horríveis, são crueis!!!
Posso ser muito pior do que sou!!! ...
Ainda bem que hoje posso expressar sem medo porque confio no meu domínio sobre os meus estados de vida...
Posso passear pelo meu estado de ira e animalidade e voltar para o meu estado de buda sem me preocupar com culpas e pecados implantados por uma cultura de falsas proibições e onde tudo é concebido e permitido.
Sei do que sou feita...
Reconheço minhas infinitas possibilidades e acredito em tudo que digo.
Circunstâncial e momentaneamente!!!
Nada é fácil no mundo manifesto enquanto não se sabe que é preciso abandonar coisas, pessoas, conceitos e principalmente pré-conceitos que nos acorrentam e nos querem cativar para mantermo-nos no cativeiro.
Esse movimento que ultrapassa o conceito de dialética e ambivalência... que é dito e feito de repente a vida inteira é que torna o mundo essa carga pesada de energia estagnada em que todos os seres que escolhem viver e ainda dizem que é em nome do AMOR!!! ...
Drogas tô fora!!! 

Odeio o desconforto!!!

O meu mundo interior já é desordenado e eu todos os dias preciso dominá-lo como a um bicho feroz!!!

O meu diálogo interno é suficientemente confuso, inquieto, angustiante... e eu me ocupo dele com muito interesse!!!

Cuidem-se bem

Fiquem bem!!!

LiviaLeão




 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ORAR, ORAÇÃO, ORAÇÕES!!! ...

Todas as formas de oração são perfeitos apelos em nos alinharmos com o que queremos, com o que se sente, com o que buscamos dentro de nós...