Pular para o conteúdo principal

SEXUAL IDADE. SEXUALIDADE!!!


Na maneira como nos descobrimos e ao longo da vida vamos nos colocando.
 O sexo nos define em todos os âmbitos da existência...
Na escolha do parceiro
Na atração pelo outro
No respeito pelo corpo humano
que de maneira sagrada e profana elege você a pessoa com quem vai dividir,
sentir e dar prazer.
Primeiro é a euforia e a multidão de pensamentos e expectativas povoam o encontro...
depois é a identificação de todos os encaixes necessários que aconteçam ali e permeiem todos os outros cantos do nosso ser... 
Depois ele se acostuma, 
se adapta,
se vicia,
no outro...
em um armazenamento significativo e paciente envolvimento de todas as coisas que podem traduzir prazeres e orgasmos com testemunha...
Estamos diante de uma arma que é usada de maneira pejorativa contra uma outra pessoa.
Do sagrado
ele pode virar profano 
em um descompasso do pensamento
e de todo sentimento que pode e deve estar presente.
Quando há amor é o que há de mais lindo... 
O amor que é de cada um por si mesmo
Que em consequência gera pra si e no outro o mais completo dos encontros marcados para nos aproximar de alguém...
Todas as vezes que nos relacionamos sexualmente estamos cumprindo a fisiologia que cabe ao nosso corpo biológico,
aos encantamentos que passam pela nossa alma
a fantasia que permeia nossa mente
e os carmas que podem gerar em nossos espíritos e vida pessoal!!!
Vai depender do que se fizer para se satisfazer, satisfazer o outro em seu momento mais intimo e pessoal compartilhado pela confiança e o desejo sagrado de ser um...
Tudo começa no encontro e do encontro surge a vontade e a disponibilidade de que se repita até exaurir. 
Podemos viver a nossa vida sexual sozinho mas o grande ensinamento da generosidade desse encontro é tocarmos o corpo de outra pessoa como tocamos o nosso... é invadir o outro com a nossa proposta de felicidade momentânea em fazer parte da sua vida!!! ...
Pode ser libertário
e pode ser sequestrador!!! ...
Pode ser prazeroso e pode gerar muita dor.
Pode-se rir, chorar e nunca mais voltar a ser um em um universo permeado de dois.
Braços que viram quatro
Pernas que se multiplicam
somados e contabilizados em trocas que se aconchegam e fazem bem...
E a repetição faz a perfeição!!!

Fiquem bem
cuidem-se bem!!!

Livia Leão



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PARA VIVER UM GRANDE AMOR...

Estou aqui pra dizer a você que aqui estou... Estou aqui pra dar continuidade ao nosso crescimento juntos... que fazem intervalos pequenos diante da eternidade... É quando sorrio de verdade é quando me acomodo com segurança e me aconchego sem medo. Conheço um pouco dos seus limites, a profundidade das suas lindas qualidades, generosidade, parceria e delicadeza que admiro e preciso em um relacionamento. Assim como antes, em tempos que conseguimos separar, Onde se pode conjugar passado, presente e futuro Onde se pode prever que há o que "rolar" ... Sabemos de amizades, sabemos de conforto e de confiança. A vontade, ficamos sem nenhum desconforto que maculam os encontros e a nossa vontade é superior aos riscos que corremos sem nenhum temor (???) ... Tudo que poderia causar desconforto e separação será retirado e excluído elegantemente porque merecemos...
E tão grande amor que pode ser do outro
mas que é meu...
Não apenas meu, mas inventado por mim
nascido de mim,
em mim...
E q…

Sobre todas as coisas e nenhuma delas em especial!!! ...

Falando assim como quem tem uma certeza absoluta o mundo é muito rico em tudo que a gente pode imaginar. Podemos dele desfrutar como quisermos.  Se temos um mínimo de sabedoria, se conseguimos saber o mínimo de nós mesmos nos sairemos bem diante da vida que vamos escolhendo momento a momento. Tenho medos como qualquer criatura humana que habita o planeta, mas ao longo dos meus dias traduzidos em 59anos fui ganhando um certo jeito de pensa-la; de driblar as minhas fragilidades, de encontrar forças em mim mesma, de não apenas saber quem eu sou agora, mas também de quem quero ir me tornando enquanto passeio por aqui. Lido simplesmente muito mal com a morte, não a minha, mas a das pessoas... e isso se estende não apenas às que penso conhecer, mas a todas as pessoas que sei que morreram, que os seus corpos estão sendo enterrados ou cremados, que enquanto isso acontece no plano físico/material, outras muitas pessoas especulam, inferem,  sobre a vida após o fim ... o encerramento da vida co…

DO QUE PRECISAMOS???

Precisamos de música, ...  precisamos de água, de alegria, de combustíveis e recursos disponíveis, fáceis e práticos. De respeitar as necessidades básicas de viver, de caminhar em ressonância com o que queremos e acreditamos. De nos alinharmos com o que nos acrescenta... Deixar que as pessoas cuidem de si mesmas,  de solidarizarmo-nos com aquilo que podemos de alguma maneira colaborar. E em nossa vida pessoal e intima, ter à mão apenas o que nos favorece e beneficia... os excessos cansam, frustram, destroem qualquer possibilidade de alegria e felicidade. Porque nos exigem tempo demais, trabalho demais, pre-ocupações excessivas. Não nos preenchem, não nos deixam em paz... Tudo que nos desconforta é desnecessário. Precisamos de silêncio e cuidados... de atenção, delicadezas, gentilezas e carinhos... patrocinarmo-nos sentimentos e sensações que nos adormeçam com tranquilidade ainda que não saibamos se amanhã será mesmo outro dia... e será!!! Será um novo dia... traduzido em zilhões de o…