Pular para o conteúdo principal

É ASSIM QUE PENSO!!! ...

Há momentos em que alcançamos as mais lindas paisagens, outros em que transitamos pelas coisas que são parte da paisagem do coletivo, do pensar de outras pessoas em invasões e interferências que nos atingem como flechas aleatórias lançadas para quem está distraidamente passando!!! ...
E todas as experiências nos são úteis e válidas para que se reflita sobre o assunto, para que façamos escolhas baseadas nas mensagens alcançadas no que acontece em um outro universo... ou em outros universos...
Do mundo lá fora que sei acontecer de tudo quero pouca coisa implantada em minha existência. Seleciono mesmo e não é covardia ou alienação, é escolha!!! E quando me vejo sendo avassalada pelas aventuras alheias, atingida pela leviandade com que zilhões de pessoas tratam suas vidas e existências numa roda enlouquecida de amostras em causas e efeitos simultâneos assustadores...
A morte em si é parte da VIDA, mas como as pessoas se jogam em direção a ela como se assim fossem solucionar suas guerras, conflitos, batalhas traduz a pouca orientação e busca genuína de as entender...
Na verdade as nossas inquietações são pontes que nos conduzem a maturidade existencial. E as nossas escolhas os portais que ultrapassamos ou transpomos quando nos comprometemos com o que estamos aqui escolhendo para experienciar.
Nenhum exercício de vida é mais precioso do que o de nos manter acordada.
Distanciarmo-nos para assistir a cena que está acontecendo e decidir se fica ou se sai dela. Porque se inventamos uma fala para aquela cena estamos comprometendo nossa vida em banalidades que não irão qualificar positivamente para qualquer outra experiência. LIXO!!! ...
Sem nenhuma modéstia quero construir para mim um lindo jardim, uma paisagem de cores diversas e harmônicas, que vai exigir de mim cuidado, atenção, carinho e amor... amor que traduz tudo isso.
Tempo para isso, para cuidar daquilo que eu plantar e que quero que tenha uma vida útil maior.
Nada é pra sempre eu sei. Precisamos ter isso em mente sem perder as oportunidades de aproveitar seu tempo, sua beleza, seus cheiros e encantamentos.
Manifesto-me em tristezas alheias, comungo com a dor do meu próximo, mas posso criar uma blindagem que me garante individualidade regada aos encantamentos que ainda quero viver.
Precisamos prestar atenção nos ladrões de tempo, nas pessoas que vivem a assaltar sua possibilidade de vida parecida com você.
Criam seus infernos e democratizam, ... se jogam em abismos de paisagens aterrorizantes e querem levar você junto...
Acordam todos os dias e levantam de olhos fechados, em facilidades que não os exige presença.
E em nome de sentimentalidades embarcamos juntos em plataformas de viagens que não queremos fazer...
Enquanto isso!!! ... A vida segue, o tempo não nos espera, ... Esse ponto de equilíbrio, onde a medida certa é encontrada porque se está atento só se alcança quando se quer. Bom viver!!! ... Bem viver!!!

Fiquem bem,
cuidem-se bem!!!

Livia Leão





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BETH RUSSO, ... HO'OPONOPONO

E eu que não por acaso acredito que o acaso é algo que os distraídos inventaram para se esconder em desejos e quereres manifestados.
Através do meu irmão que não está mais em seu corpo físico conheci o Ho'oponopono mas nunca havia parado para me presentear com ele...
Bem ele foi embora e aí comecei a visitar pessoas praticantes e que grata surpresa tive, encontrei muitas pessoas lindas que recitam que se conectam que usam essa ferramenta poderosa de nós mesmos.
Um alcance maravilhoso de alguém que acreditou em sua pseudo loucura e trouxe pra nós uma ferramenta muito útil de libertação. Uma força manifesta um poder que atravessa todos os tempos e limpa e limpa mesmo nossos ranços em tempos que coexistem. 
É muito bom e poderoso!!! ... Porque ainda que a gente não creia ele faz a faxina nos cantos mais escondidinhos do nosso poderoso cérebro que abriga memória lembrança de todos os tempos dos tempos em que estivemos aqui... que é sempre!!!
Esse espaço que não é físico fica nos acompanhan…

PARA O MEU AMOR QUE É QUERIDO ...

E eis que a vida nos devolve coisas, memórias, pessoas ...  E eis que o velho se tornou novo e nos confundiu!!! Mas eis também que nós ficamos assim não intimidados, mas cheios de dedos, cautelas, cuidados ... Bom comportamento e falas sinceras que nos traduzem e nos colocam em posições que dão alegria, que nos concede intimidade que velada, pode ser que seja declarada. O amor , ... o amor e o amor... que se repete, que volta, que vai e vem, ...  retornando em novidades iguais em amadurecimentos!!! Amadurecimentos que nos envaidece, que causa imensa curiosidade, que dá vontade de abraçar o corpo, a estória e o caminho percorrido sem programar, sem planejar... Não foi o tempo quem voltou, não fomos nós que retornamos, foram duas pessoas diferentes em iguais movimentos e buscas inquietantes de se espelhar... Liberdade Curiosidade Necessidade de se encontrar... Somos almas iguais e não gêmeas!!! Somos macho e somos fêmea!!! Em delicadezas emocionais Em possibilidades cativantes em const…

RECEITA!!! ...

Engraçado como precisamos de receita para tudo. E nem reparamos que estamos exercitando uma espécie de preguiça em criar em experimentar. Como se faz isso ou aquilo, como posso desenvolver a partir da prática dos outros qualquer coisa que me interesso ao invés de investigar sozinha como fazer alguma coisa que vá me facilitar a vida.
Uma das mais comuns é a receita da meditação!!! Como é a técnica da meditação, como posso meditar???
Meditar é o que a gente quiser. Meditar é descansar ficar em silêncio pensar em tudo organizar a mente em espaços que nos aquiete. Meditar é concluir questões é pensar sobre coisas que nos incomodam que nos acomodam ou que não queremos dar importância ou que nos importamos excessivamente.
Meditar pode ser varrer uma casa lavar louça arrumar armários pensar em alguém que se ama.
Meditar é reflexão. É resposta para o que se pergunta. É criar intimidade com a gente mesmo. Abrir espaço para as nossas verdades e confiar e não temer as respostas os medos o escuro a s…