Pular para o conteúdo principal

UM, DOIS, TRÊS, ... TESTANDO!!!

Quanto da toca do coelho queremos descer? Se queremos transpor portais de mudança e transformação... se queremos sair de onde estamos para um lugar desconhecido, re-construir a nossa vida com prazer e novidade... Do novo que renova temos medo e o medo é alimentado das melhores comidinhas viciantes que justificam todas as acomodações. Pensamos em segurança, em dinheiro, em garantias utópicas, mas que fixam a gente como se fossemos plantas enraizadas, impedidas de caminhar, correr nos alegrar com outras paisagens... se não fossem as nuvens se repetiria em décadas...
Sou abismal até a página dois, mas não perco o espetáculo que acontece em meu entorno, dentro de mim em revesamentos construtivos de mim mesma.
As dores que não nos servem de movimento invalidam-se em experiências e se transformam em ganhos secundários que justificam uma infelicidade estonteante...
Permitimo-nos ser escravos que ficam, ficam e ficam acorrentados de livre e espontânea vontade. Fazendo discursos de compromissos e responsabilidades des-cumpridas e atávicas.
Confundimos descartar com mudar... com prazo de validade!!! ... E aí perdemos o bonde da vida!!! Da VIDA mesmo, não apenas da pequena passagem, do trânsito em que estamos...
Experimentarmo-nos em viver as mesmas coisas com outras pessoas, em reações diferentes, em práticas que fluem, em levezas que dão medo e paralisam.
Ouvimos discursos iguais de pessoas diferentes porque a escola tem a mesma matéria decorada, ... o medo de um é implantado na vida do outro e se perpetua.
E assim, quando a morte se apresenta a gente assiste como um filme as nossas chances de mudar passarem em arrependimentos levados ao túmulo ou ao forno...
Somos dialéticos, ambivalentes, multifacetados, bipolares, infelizes, acomodados, medrados, impotentes e broxas em se tratando de viver... 
continhas nem sempre pagas, dinheiro conjugado, carrinho pra se locomover, bebidas para anestesiar, drogas pra viajar, ... bloqueios e sabotagens!!!
Alegamos pensar no outro, ... mentira!!! Pensamos mesmo é no trabalho que dá sair do lugar. Onde estamos há um território conquistado pelos impostos pagos em dinheiro e carga cármica em escolhas que se repetem...
Permissivos sofrimentos certificados, legalizados e legitimados pela nossa preguiça... 
E de sacanagem ainda usamos os outros pra ouvir as nossas "reclamações", em papeis canastrões que só os hormônios nos fazem cair ou aceitar!!!
E essa estatística é cruel...  e as traições? Essas caminham pelas ruas em disputas confusas entre o legal, a lei, as normas, as regras, ... e ausência de ética... (???)
As saias e as calças penduradas no armário. A cama que aloja os corpos pra dormir, a mesa vazia, a geladeira esfriando tudo que há... casas, aptos, ... compõem o que os humanos fazem com as suas vidas, em suas vidas... E possibilidades de LARES são abortados pela falta de cuidado e honestidade!!! ...
Pra você Marcio, vai pensando aí!!! ... 

Publique-se!!!

Livia Leão




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RECEBO E ENTREGO ...

Sobretudo as invisíveis!!! Aquelas que começam no pensamento,  aquelas que alimentamos diariamente em desejos e sonhos de realização. Aquelas que confessamos,  as inconfessáveis,  as insuportáveis,  as inimagináveis por se alojarem no nosso inconsciente, mas que estão em nós em alegres sabotagens. Em merecimentos e baixa estima. Sempre permeando os dois lados que precisamos escolher com consciência e sabedoria. Nos desafiarmos em prestar atenção as nossas escolhas é um exercício que facilita demais a nossa existência em comunhão com a certeza de que estamos encarnados para encontrar dentro de nós o direito e o dever de ser feliz. De compor uma vida e com a Vida uma sinfonia que pareça conosco, que traduz AMOR. Alegrias genuinas ainda que permeadas de todos os outros sentimentos pertinentes aos despertos!!! Sabermos que estamos inspirando e expirando. E esse processo se dá até que a Energia Vital cesse em abandono ao nosso corpo biológico. Somos um impulso do Universo. Depois de termos ido teremos fei…

PARA O MEU AMOR QUE É QUERIDO ...

E eis que a vida nos devolve coisas, memórias, pessoas ...  E eis que o velho se tornou novo e nos confundiu!!! Mas eis também que nós ficamos assim não intimidados, mas cheios de dedos, cautelas, cuidados ... Bom comportamento e falas sinceras que nos traduzem e nos colocam em posições que dão alegria, que nos concede intimidade que velada, pode ser que seja declarada. O amor , ... o amor e o amor... que se repete, que volta, que vai e vem, ...  retornando em novidades iguais em amadurecimentos!!! Amadurecimentos que nos envaidece, que causa imensa curiosidade, que dá vontade de abraçar o corpo, a estória e o caminho percorrido sem programar, sem planejar... Não foi o tempo quem voltou, não fomos nós que retornamos, foram duas pessoas diferentes em iguais movimentos e buscas inquietantes de se espelhar... Liberdade Curiosidade Necessidade de se encontrar... Somos almas iguais e não gêmeas!!! Somos macho e somos fêmea!!! Em delicadezas emocionais Em possibilidades cativantes em const…

EMMANUEL...

A sua chegada e eu ainda menina foi um dos mais ricos momentos da minha infância. Um acontecimento!!! O amor se formou junto com o seu crescimento no utero e explodiu em mim em alegrias de formar afeto, de aprender a cuidar de prestar atenção de acarinhar... Dia a dia todos os dias  convivemos em compartilhamento da nossa pobreza de dinheiro, das nossas necessidades não supridas, mas rica em interesse de vê-lo crescer, de prestar atenção em você... Tenho certeza que somos filhos de uma mesma energia, ... identifiquei a sua forma e o seu silêncio... e por isso te amo, identifico também essa separação estupida deixando em mim um vácuo. Eu sei porque você se foi!!! Ainda não sei porque eu fiquei... Se esperei você chegar e precisei estar na sua volta!!! De volta te conduzo à luz meu Manu... No exercicio de amar não precisa que se faça nada. Ao amar não é necessário qualquer condução... Ele é Assim como você em mim. Ainda estou com a sua presença física tatuada em mim, mas ela irá se colocar e aí vamos pod…