terça-feira, 2 de março de 2010

DIÁRIO DE BORDO - Acontece que sou humana...





 

Claro que não estou des-dizendo nada do que disse antes... é apenas um daqueles momentos motivados por nada que seja realmente significativo. Apenas uma frustração nascida das minhas inúmeras ações movidas a uma "maternalidade" enjoada. Que quer cuidar, que se interessa, que procura com interesse saber de quem gosta... mas isso é coisa boba mesmo, concluo isso todos os dias.
É com irmão, com pessoas enfim que nos relacionamos ou que pensamos que nos relacionamentos!!!
Aquelas ilusões, as muitas pretenções que de vez em quando incluimos em nosso dia a dia pensando estar construindo alguma coisa, mas é nada no frigir dos ovos.
Fico me odiando quando tomo atitudes deste gênero...
Mas passa rapidinho, porque aprendi que nada tem importância se não é importante. Não se pode "jogar pérolas aos porcos"... sei que preciso fazer um curso intensivo desta matéria, porque quase sempre caio na armadilha... claro que são minhas as armadilhas.
Os outros, o outro não está definitivamente ocupado comigo ou com o que sinto e penso. Afinal a pessoa faz da sua vida o que quer, óbvio, claro... ooooooooo!!!
Nada que uma dúzia de respirações profundas, que uma meia dúzia de palavras jogadas ao vento também não dilua.
E eu aqui me dizendo uma candidata a "tolteca" perdendo meu tempo com coisas idiotas e sem sentido.
O mundo desabando na cabeça das pessoas pelo mundo a fora... e eu inferindo feito idiota!!!
Em todo caso, vale a pena o desabafo... bem como pensar que quando se trata da nossa vida pessoal do nosso universo temos todo direito de contestar e de espernear. É feio?!
Sim... mas e daí?
Já passou e bola pra frente... "eu tenho milhões de coisas para conquistar e não posso ficar aí parada..." (Raul Seixas).
Olha só que imagem linda e modificadora de qualquer sentimento pequenininho!!!

Livia Leão



MOVIMENTANDO TUDO, MOVIMENTANDO O TODO!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ORAR, ORAÇÃO, ORAÇÕES!!! ...

Todas as formas de oração são perfeitos apelos em nos alinharmos com o que queremos, com o que se sente, com o que buscamos dentro de nós...