Pular para o conteúdo principal

DIÁRIO DE BORDO - Pensando uma vida melhor?


 

Quando pensei em um blog, pensei em um espaço para colocar idéias e reflexões construtivas, felizes, amenas... mas foi algo que teve de ficar em um lugar um tanto distante. Não é que não existam assuntos e motivos para termos uma vida "maneira", ou seja, leve... o difícil de tudo é que temos de transitar em espaços e com pessoas que não correspondem. Não correspondem porque não fazem parte do quebra-cabeças da nossa vida. Não se encaixam, destoam do desenho completamente.
Estou a alguns dias cansada de tudo, estou a algum tempo desistindo de qualquer coisas e de todas as coisas. E considero isso a treva... a morte, de alguma maneira. De alguma maneira depois de temporais muita coisa finda, muitas vidas ficam para trás e precisa que fique, para que quem sobreviveu continue existindo.
Temos a sensação de que esses infinitos momentos têm a duração da eternidade... que sair deles é uma questão de esperar, esperar e esperar... porque a nossa comadre fofoqueira ou seja a nossa mente, fica insistindo em pensar, pensar e pensar no mesmo assunto ou acontecimento, dando a ele a mais cruel das conotações.
Será que isso é uma característica minha? Acho que o meu ascendente em touro faz essa sacanagem... ficamos pensando, ruminando, até exaurir.
Cansa, desgasta... mas no final consegue-se resolver as mais cabeludas das questões. E mesmo a mais cabeluda das questões tem solução... e quando não tem... é preciso que se deixe em um lugar onde não se acesse com frequência... vai incomodar? Nem pensar!!!
Nós é que damos a dimensão das coisas. E se não a valorizamos, perdem força, des-aparecem... olha que maravilha?
Existe uma necessidade urgente... aprendermos a pensar. Aprendermos a direcionar nossas vidas com muita segurança e confiança, acreditando que todas as nossas decisões e escolhas são sim, nascidas das nossas necessidades e que devem ser leves e recheadas com conteúdos preciosos de crescimento e maturidade.
Ainda que o assunto pareça repetitivo, redondo e é... é totalmente diferente, porque está sendo pensado e diluido a cada vez que falo e me exponho. Estou acreditando nesta maneira nova de solucionar minhas dificuldades, de certa forma colocar a boca no trombone... sem medo nenhum de ser o que quer que seja. E que sou eu o tempo todo... me fazendo e re-fazendo!!!




Estou me sentindo ameaçada por mim mesma, pela minha natureza complicada e controversa.

 Mas ainda assim acredito que posso me vencer porque estou finalmente iniciando uma linda história de amor comigo mesma!!!

Livia Leão



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PARA VIVER UM GRANDE AMOR...

Estou aqui pra dizer a você que aqui estou... Estou aqui pra dar continuidade ao nosso crescimento juntos... que fazem intervalos pequenos diante da eternidade... É quando sorrio de verdade é quando me acomodo com segurança e me aconchego sem medo. Conheço um pouco dos seus limites, a profundidade das suas lindas qualidades, generosidade, parceria e delicadeza que admiro e preciso em um relacionamento. Assim como antes, em tempos que conseguimos separar, Onde se pode conjugar passado, presente e futuro Onde se pode prever que há o que "rolar" ... Sabemos de amizades, sabemos de conforto e de confiança. A vontade, ficamos sem nenhum desconforto que maculam os encontros e a nossa vontade é superior aos riscos que corremos sem nenhum temor (???) ... Tudo que poderia causar desconforto e separação será retirado e excluído elegantemente porque merecemos...
E tão grande amor que pode ser do outro
mas que é meu...
Não apenas meu, mas inventado por mim
nascido de mim,
em mim...
E q…

PARA O MEU AMOR QUE É QUERIDO ...

E eis que a vida nos devolve coisas, memórias, pessoas ...  E eis que o velho se tornou novo e nos confundiu!!! Mas eis também que nós ficamos assim não intimidados, mas cheios de dedos, cautelas, cuidados ... Bom comportamento e falas sinceras que nos traduzem e nos colocam em posições que dão alegria, que nos concede intimidade que velada, pode ser que seja declarada. O amor , ... o amor e o amor... que se repete, que volta, que vai e vem, ...  retornando em novidades iguais em amadurecimentos!!! Amadurecimentos que nos envaidece, que causa imensa curiosidade, que dá vontade de abraçar o corpo, a estória e o caminho percorrido sem programar, sem planejar... Não foi o tempo quem voltou, não fomos nós que retornamos, foram duas pessoas diferentes em iguais movimentos e buscas inquietantes de se espelhar... Liberdade Curiosidade Necessidade de se encontrar... Somos almas iguais e não gêmeas!!! Somos macho e somos fêmea!!! Em delicadezas emocionais Em possibilidades cativantes em const…

Sobre todas as coisas e nenhuma delas em especial!!! ...

Falando assim como quem tem uma certeza absoluta o mundo é muito rico em tudo que a gente pode imaginar. Podemos dele desfrutar como quisermos.  Se temos um mínimo de sabedoria, se conseguimos saber o mínimo de nós mesmos nos sairemos bem diante da vida que vamos escolhendo momento a momento. Tenho medos como qualquer criatura humana que habita o planeta, mas ao longo dos meus dias traduzidos em 59anos fui ganhando um certo jeito de pensa-la; de driblar as minhas fragilidades, de encontrar forças em mim mesma, de não apenas saber quem eu sou agora, mas também de quem quero ir me tornando enquanto passeio por aqui. Lido simplesmente muito mal com a morte, não a minha, mas a das pessoas... e isso se estende não apenas às que penso conhecer, mas a todas as pessoas que sei que morreram, que os seus corpos estão sendo enterrados ou cremados, que enquanto isso acontece no plano físico/material, outras muitas pessoas especulam, inferem,  sobre a vida após o fim ... o encerramento da vida co…