quarta-feira, 24 de março de 2010

DIÁRIO DE BORDO - Entre um pensamento e outro - fazendo escolhas!!!



Imagine que estava deitada quase dormindo e como sempre começo a pensar, pensar e pensar em muitas coisas... mas quem disse que quando abro o computador consigo dizer tudo que pensei? Impressionante!!! Foge tudo, acontece um apagão, Um apagão de ordem de assuntos e prioridades, de falar de tantas coisas e ao mesmo tempo tentar organizá-las de forma compreensiva, para não acontecer um certo bunda-lêlê. Que nem acontece em minha cabeça.
Mas é bacana porque não há sofrimento, me comporto sem a vaidade e a angustia de achar que as idéias são minhas e que precisam ser reveladas por mim... se deixei passar alguém em algum lugar alcança e coloca no mundo, claro que de outra forma, com uma digital diferente... como falei anteriormente do insubstituivel e do  imprescindível.
Tenho certeza de que todas as coisas estão à nossa disposição e que precisamos estar atentas e alertas. Precisamos estar desperta para o todo para que haja a conexão... quando estou deitada em minha cama as idéias vêm aos quilos... prontinhas, quentinhas, formatadas... se fico protelando levantar para colocar no computador ou no papel fica tudo embotado, ou melhor, as idéias somem mesmo. Tomam um outro rumo!!!
Pensei sobre o Ayrton Senna; pensei em falar sobre minha relação com as pessoas que amo e que demoro muito a me comunicar com elas porque sou uma criatura recolhida; pensei em falar em algumas coisas relacionadas ao João que me emocionam e que me ocupam o corpo o cérebro e o espírito; pensei em minha mãe, mas aí levantei e fui até o quarto dela e fiz alguns carinhos essenciais para nós duas.
Fiz muitas declarações de amor ao Ayrton no #senna50, também conversei bastante com uma das pessoas que fico muito tempo sem falar... minha amiga Sandra... resumindo, acabei cumprindo mais ou menos o que deitada em minha cama estava a pensar, pensar e pensar...


O domingo é sempre um dia que cansa, a televisão tem uma programação horrível, os afazeres domésticos são cansativos e muitos.. não tem Maria, olha só que coisa horrível!!! E o prazer de ficar fazendo comida ficou perdido em algum lugar onde não estou fazendo a menor questão de resgatar. ahahahahahahahahah!!!
Pensei também em quanto sou engraçada, em como penso as coisas que vão "pintando" em meu cérebro, para serem valorizadas, modificadas.
E hoje são tantas as coisas que quero transformar... são tantas as coisas que preciso movimentar... são tantas as coisas que necessito modificar... que fico assim, pensando em por onde começar.
Acho que vou começar pelo começo, um começo que ainda não sei qual é!!!!
Mas tenho certeza, confio mesmo em que vou conseguir.
Acho mesmo que já iniciei um lindo processo de encantamento com tudo que há e estou fazendo de igual maneira escolhas, muitas escolhas... uma triagem seríssima!!! Estou peneirando bem e sabe que estou me divertindo e gostando muito do resultado.
Vi em um filme uma frase que decidi colocar em minha existência - "faça apenas e somente o que lhe dá alegria"... olha que chique?!
Bom demais!!! Sério demais, porque requer que façamos consultas instante a instante ao nosso coração... a emoção que acontece em nosso corpo e o que se passa em nosso cérebro, no momento em que perguntamos - se o que iremos fazer a seguir nos dará alegria.
Estou adorando fazer esse exercício, essa prática que vai otimizando meu tempo e me patrocinando apenas  PRAZERES... sim, porque eu sou uma pessoa movida a prazeres!!! Adoro fazer coisas que me dão prazer. Adoro fazer coisas prazeirosas!!! E tenho dito...
E adoraria que as pessoas que estão mais ou menos perto de mim estivessem atentas para que eu não precisasse dizer tantos "NÃOS"... o que não tem absolutamente nada contra ninguém e tudo absolutamente a meu favor... depois falo mais sobre esse novo momento que estou inaugurando em minha existência e que está me fazendo um bem enorme!!!

EXPERIMENTEM!!!



Livia Leão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ORAR, ORAÇÃO, ORAÇÕES!!! ...

Todas as formas de oração são perfeitos apelos em nos alinharmos com o que queremos, com o que se sente, com o que buscamos dentro de nós...