Pular para o conteúdo principal

DIÁRIO DE BORDO - Felicidade!!! É preciso AMAR...




Sempre pensei que nos relacionamentos entre homem e mulher não deveriam haver brigas, principalmente aquelas brigas inúteis e carregadas de dizeres que matam o sentimento das duas pessoas envolvidas.
Claro, porque adoro elegância e respeito em qualquer relacionamento, muito também porque tive um péssimo exemplo dentro de casa... meus pais eram inimigos íntimos.
Sabe aquele casal que traumatiza filhos sem nenhum cuidado?!
A TREVA!!!
Bem, mas deixando esse "defunto" de lado, fui ficando uma pessoa que procura o máximo resolver as coisas do dia a dia, dos relacionamentos, de preferência conversando, tentando manter um diálogo... o que é difícil para caramba quando se trata de homem.
Os homens e seus silêncios, parecem ser autistas e tratam tudo com des-caso.
Fiquei aliviada quando li outro dia que é assim mesmo, eles não têm esse "departamento" no cérebro que guarda lembranças de brigas e discussões. (olha que maravilha!!!)...
Enquanto a gente lembra das datas e horas... do que foi dito... do que magoou... do que ofendeu... do que modificou nosso sentimento e o nosso tesão!!! Para nós é uma lástima. Gera um sentimento horrível de falta de vergonha até.
Mas gente! Que felicidade... adorei saber disso e também aprendi que brigar é bom demais... que as brigas nunca são na verdade para separar, para deixar aquela pessoa mas sim para ajustar, para que um conheça melhor o outro e passe a compreender as reações, o funcionamento de ambos.
A disponibilidade que temos em relação a pessoa com quem estamos tento um relacionamento traduz o amor, é como se constroi. 
É o passo a passo do conhecimento e re-conhecimento um do outro.
É lindo na verdade... dá uma sensação deliciosa de querer resgatar a pessoa querida, de pedir desculpas, de esquecer qualquer coisa que tenha saído assim, no calor da discussão. 
E aí, vem o melhor de tudo, a vontade de ficar junto, de ver, de tocar, de fazer sexo, de nos especializarmos mais e melhor naquele homem que é lindo e perfeito pra gente.
O caminho que percorremos para construir um relacionamento de amor, com amor é longo, demorado, requer um investimento pesado... muita paciência, tolerância, um olhar especial para aquela pessoa que você elegeu para amar, que seus hormônios elegeram para sentir vontade de transar... que a atração física é maravilhosa e surpreendentemente possível.
Que o compromisso não faz curva, que sempre encontramos um jeito de viver o relacionamento, que o que possibilita nos satisfaz, que procuramos por todas as razões facilitar os encontros que são recheados de presença atenta.
Cuidados, muitos cuidados!!!
Os relacionamentos com amor, que são movidos e justificados apenas pelas duas pessoas; que não envolvem dinheiro, obrigações, compromissos com casa, filhos, contas a pagar, têm com certeza um sabor especial... acredito que para ambos, mas principalmente para o homem.
Que perde muito do carinho e atenção quando os filhos nascem, quando os interesses mudam e ele fica alí, lendo jornal, vendo televisão segurando o controle remoto como se fosse sua tábua de salvação... quando é acionado apenas quando chega o final do mês... enfim essas coisas que sabemos que acontece o tempo todo.
Sabemos que tudo é via de mão dupla; a falta de interesse vem também de uma natureza rotineira e pacata ou então dos des-encontros que começam dentro de um apartamento pequeno, de pouca grana, das dificuldades, da invasão de privacidade nascida da convivência... e aí não se pode mais fingir que é o que não se é... 
A familia dele, a familia dela... negociações se tornam impossíveis. É o que o homem quer ou o que a mulher quer... ou então!!!
Uma guerra fria de longos silêncios e perda de tudo que poderia ser bom e favorável dentro de um pretenço "casamento".
É aí... neste momento, que acontece qualquer coisa... fora daquele espaço. Tanto um quanto o outro estão no mundo, sujeitos a encontrar outros parceiros para amortecer os impactos profundos do dia a dia cansativo e ausência de ambos na vida de ambos.
Acho que qualquer coisa que aconteça deve ser anistiado, porque a proposta de sociedade, de construção de uma "familia biológica", de fazer um patrimônio material de granas e apartamentos e liquidificadores... etc.etc.etc... se interessar, deve ser preservada.
Na verdade a combinação amor x bens materiais é uma utopia.
Sim, porque amor é dito ilusão, os bens materiais são reais para muitas pessoas.
A vida prática de ter que morar, comer, vestir, ir ao médico, ao dentista... compartilhar o escatológico, etc. etc... banalisa demais, coisifica as pessoas envolvidas e o interesse que é alimentado pelo diferente, novo; salvo pelo que não é "todo dia, todo santo dia..."
A gente quer o conto de "fadas" e não o conto de "fodas" que é a rotina de um casal que insiste em conservar os padrões de casamento dos avós.
Reinventar... é uma ginástica do balacubaco!!!
Depois de ambos trabalharem o dia todo, levarem filho na escola, cuidar do filho, dar conta da vida social, ficar na internet... sair com as amigas... não sobra tempo para os dois se verem e se olharem.
A vida como ela é pode não ser a saída que as pessoas que se amam querem. É preciso que alguém ou todas as pessoas em suas relações encontrem sua forma de tornar possível o encontro com seu parceiro, seu marido, seu companheiro, seu amante... precisamos anistiar cada um de nós a pessoa que amamos das nossas tiranias e reinventar as formas de amar... acho que disponibilidade é tudo. 
Um olhar carinhoso, cuidados e atenções são fundamentais para que o outro se sinta amado, querido.
E o mais importante, NÃO COMPETIR, homem é homem e mulher é mulher.
São diferentes demais ou melhor, somos diferentes demais!
E é aí que está o encantamento...
A felicidade de ter um lindo homem para amar, a felicidade de ter um lindo homem para trocar hormônios e admirar... sabe como?
Eu acho que nada é mais prazeroso.
Adoro parcerias e companheirismos e espero que a natureza me reserve um lindo homem assim.
Viver o amor como ele se apresenta é saudável, claro.
Mas desistir de viver o amor completo, pleno, presente... é praticamente disistir da vida.
Saír catando papel na ventania é a treva... mas o pensamento é maravilhoso, aliado de quem acredita e não vive a vida hipocritamente.
Sim, a felicidade e o amor têm dois inimigos o pré-conceito e a hipocresia!!!
Precisamos estar limpos e higienisados desses sentimentos castradores, mesquinhos e cheios de proibições cretinas que foram criados para que as pessoas não vivessem como querem e merecem.
E por conta disto, o mundo está aí povoado de pessoas doentes, feias, mal amadas, não amadas, travadas sem saber o que fazer com seus mais lindo sentimentos possíveis de serem trocados com liberdade e consequentemente, com muita responsabilidade.
Passamos a vida inteira em busca desse encontro, aprendendo a reconhecer e identificar aquele outro ser que vai caminhar ao nosso lado, do nosso lado.
Aquele que vai respeitar a nossa individualidade, que vai gostar do que vê em nós, que vai se encantar com as nossas infantilidades e com a nossa beleza complicada do "ser mulher".
Aquele homem com quem vamos querer compartilhar nossos projetos e nossas verdades momentâneas.
Aquele homem que o nosso coração bate mais forte quando sabemos que vamos encontrar... que desejamos tudo de bom e mais parecido com a perfeição para ele.
Que o achamos lindo!!!
Que o cheiro dele faz a fisiologia do nosso corpo modificar...
BOM DEMAIS!!!
E a voz?...
A voz é aquele sinal, o que identifica, o que faz com que tenhamos certeza de que...
É ELE!!!
Que ilumina o mundo, tornando tudo bom, sem problemas...
Considero este o fenômeno mais interessante de todos que acontecem na natureza.
Adoro amar, gosto da sensação de estar amando... facilito tudo e compreendo tudo à partir das reações químicas que acontecem quando estou vivendo este estado que ocorre em todos os meus corpos, em todas as dimensões...
Aconselho, recomendo, indico... AMEM!!!
Nada é mais poderoso e mais significativo na VIDA que o AMOR.
De preferência sem complicar...
segurem a onda dos hormônios...
e aproveitem a companhia masculina.
Eles são nossos aliados e precisam aprender que somos pares de opostos complementares.
Que nosso relacionamento pode gerar muito mais do que filhos... que também são bons, claro!
Existem pessoas que não sabem lidar com manifestações de amor, com declarações de amor... bilhetes e cartas de amor...  que na verdade são da maior importância para a manutenção do sentimento e do desejo de ainda estar na vida da pessoa.
Flores, telefonemas, presentes no presente, significam que estamos fazendo parte do seu universo... mas os pobres de romantismo sofrem, se perdem e perdem lindas oportunidades de viver romances e escrever preciosas histórias de amor e com amor sem a carga pesada dos compromissos obrigatórios de uma sociedade econômica.
Desde sempre nós Homens cantamos e versamos sobre o amor e nunca conseguimos esgotar, cansar e desistir...
NÃO É MESMO?
Adoro saber que o meu amor está por aí, pelo mundo, escrevendo sua história, tentando se encontrar, colhendo dados para rechear sua existência das coisas que ele acredita e precisa.
...
MUITOS BEIJOS MEU MAIS QUERIDO AMOR DO MEU CORAÇÃO!!!



LIVIA LEÃO


PS. O bom mesmo é saber que não existe fita métrica para medir de quem é o  "maior amor" e balança para saber quem "ama mais"... Legal né? Livia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PARA VIVER UM GRANDE AMOR...

Estou aqui pra dizer a você que aqui estou... Estou aqui pra dar continuidade ao nosso crescimento juntos... que fazem intervalos pequenos diante da eternidade... É quando sorrio de verdade é quando me acomodo com segurança e me aconchego sem medo. Conheço um pouco dos seus limites, a profundidade das suas lindas qualidades, generosidade, parceria e delicadeza que admiro e preciso em um relacionamento. Assim como antes, em tempos que conseguimos separar, Onde se pode conjugar passado, presente e futuro Onde se pode prever que há o que "rolar" ... Sabemos de amizades, sabemos de conforto e de confiança. A vontade, ficamos sem nenhum desconforto que maculam os encontros e a nossa vontade é superior aos riscos que corremos sem nenhum temor (???) ... Tudo que poderia causar desconforto e separação será retirado e excluído elegantemente porque merecemos...
E tão grande amor que pode ser do outro
mas que é meu...
Não apenas meu, mas inventado por mim
nascido de mim,
em mim...
E q…

PARA O MEU AMOR QUE É QUERIDO ...

E eis que a vida nos devolve coisas, memórias, pessoas ...  E eis que o velho se tornou novo e nos confundiu!!! Mas eis também que nós ficamos assim não intimidados, mas cheios de dedos, cautelas, cuidados ... Bom comportamento e falas sinceras que nos traduzem e nos colocam em posições que dão alegria, que nos concede intimidade que velada, pode ser que seja declarada. O amor , ... o amor e o amor... que se repete, que volta, que vai e vem, ...  retornando em novidades iguais em amadurecimentos!!! Amadurecimentos que nos envaidece, que causa imensa curiosidade, que dá vontade de abraçar o corpo, a estória e o caminho percorrido sem programar, sem planejar... Não foi o tempo quem voltou, não fomos nós que retornamos, foram duas pessoas diferentes em iguais movimentos e buscas inquietantes de se espelhar... Liberdade Curiosidade Necessidade de se encontrar... Somos almas iguais e não gêmeas!!! Somos macho e somos fêmea!!! Em delicadezas emocionais Em possibilidades cativantes em const…

Sobre todas as coisas e nenhuma delas em especial!!! ...

Falando assim como quem tem uma certeza absoluta o mundo é muito rico em tudo que a gente pode imaginar. Podemos dele desfrutar como quisermos.  Se temos um mínimo de sabedoria, se conseguimos saber o mínimo de nós mesmos nos sairemos bem diante da vida que vamos escolhendo momento a momento. Tenho medos como qualquer criatura humana que habita o planeta, mas ao longo dos meus dias traduzidos em 59anos fui ganhando um certo jeito de pensa-la; de driblar as minhas fragilidades, de encontrar forças em mim mesma, de não apenas saber quem eu sou agora, mas também de quem quero ir me tornando enquanto passeio por aqui. Lido simplesmente muito mal com a morte, não a minha, mas a das pessoas... e isso se estende não apenas às que penso conhecer, mas a todas as pessoas que sei que morreram, que os seus corpos estão sendo enterrados ou cremados, que enquanto isso acontece no plano físico/material, outras muitas pessoas especulam, inferem,  sobre a vida após o fim ... o encerramento da vida co…